Nossa história

O Papo de Bebê surgiu em 2015, com o intuito de possibilitar trocas e vivências entre pais e
bebês, em um espaço agradável e acolhedor para todos.
As três psicólogas e psicanalistas idealizadoras desse projeto começaram há 14 anos uma
parceria profissional no trabalho institucional com bebês e crianças com deficiência e seus
familiares. No cotidiano de trabalho surgiam questionamentos sobre o que no
desenvolvimento infantil poderia seria considerado normal ou atípico, sobre as diferentes
etapas do crescimento e sobre a constituição da subjetividade e individualidade de cada
criança. Esse encontro de práticas e afinidades teóricas gerou muitos estudos, novas ideias de
trabalho e a aproximação com outros profissionais que também atuavam nas áreas da saúde,
da educação e com a primeira infância.
Cada uma seguiu seu percurso profissional individual, mas a parceria permaneceu e se
estendeu primeiramente para o consultório, com atendimentos clínicos sustentados pela
psicanálise a partir de 2008.
A clínica psicanalítica com bebês, crianças e familiares nos mostra que cada criança é única e
especial; ela tem seu tempo de desenvolvimento, sua história, sua percepção de mundo e, a
cada novo desafio, responde de maneiras diferentes. E como elas nos surpreendem!
A ideia de uma maternidade permeada por idealizações em torno da mãe, com exigências
sociais em relação aos cuidados com o bebê, com a casa, com o trabalho, é algo preocupante.
E os pais também não saem ilesos dessas exigências que se transformam a cada dia e fazem
com que busquem encontrar ou reformular seu papel na relação com o bebê e com a família.
Parece que pode mesmo ser pesado e difícil ser mãe e pai nos dias atuais. A necessidade de
um espaço para a escuta dos pais em suas aflições, dúvidas e descobertas mostrou-se mais
que necessária.

E foi assim que surgiu o Papo de Bebê, a partir da premissa de que não existe um jeito certo ou
único de exercer a maternidade ou a paternidade, e nem “receitas” para estimular ou educar o
bebê. Mas sim diferentes caminhos e possibilidades.